A cadeia jeanswear e a sua responsabilidade ambiental

Durante o Denim Meeting São Paulo 2022, a diretora de comunicação da Denim City SP, Maria José Orione, destacou o “Panorama da Indústria Têxtil”. A palestra abordou o impacto do setor ao meio ambiente e o que pode ser realizado para mitigar todos esses problemas que o mundo vem enfrentando.

Segundo Maria José, já foi comentado que o segmento do denim é o segundo mais impactante no mundo, consumindo água, CO2, produtos químicos e energia. Mas segunda a diretora, o mais importante é saber como melhorar todos esses aspectos, mudando a forma de pensar e de agir juntamente com toda a cadeia – desde a colheita do algodão, passando pela fiação, tingimento até a tecelagem, acabamentos, lavanderia e confecção da peça. Deve ainda existir transparência e salários justos dentro de todo esse contexto.

“No Brasil temos um equilíbrio entre a produção de algodão, confecção e o consumidor. Isso já nos faz mais sustentável. O país é o maior fornecedor de algodão responsável (boas práticas que são auditadas). Temos todos os elos da cadeia produtiva, poucos países no mundo tem esse privilégio”, comenta Maria José.

Somos o quarto maior produtor de jeans mundial e por isso a urgência de se pensar a sustentabilidade que começa na economia circular; Atualmente, 35% da produção anual global nem chega nas lojas, são resíduos que terminam em aterros e incineradores. São mais de 12 milhões de toneladas de resíduos por ano dentro da indústria têxtil.

Há de fato a necessidade de um novo sistema que é a circularidade, fechando o ciclo: reduzir, reutilizar, reparar, reciclar. Como sugestões temos como transformar resíduos como matéria-prima para outro produto, trabalhar um design mais durável (deve ser simples para reciclar) e evitar o uso abundante de recursos. “Quando uma empresa cria um produto, já deve pensar nos resíduos e seus impactos“, afirma Maria José.

E qual é a responsabilidade do consumidor nesse quebra-cabeça da sustentabilidade? Em primeiro lugar, ele deve ser informado sobre todas as práticas e processos que preservam o meio ambiente, além das questões sociais como as condições de trabalho, salários justos, etc.

Outro ponto é comprar menos e melhor. Preciso realmente de uma peça nova? Posso alugar? Comprar em brechós, reciclar algum modelo usado?

E, por fim, procurar escolher marcas sustentáveis. “O melhor caminho para reduzir qualquer impacto ambiental, não é reciclar mais, mas produzir e descartar menos”, finaliza Maria José.

A programação completa do Denim Meeting São Paulo 2022 está disponível na íntegra, no canal do Guia JeansWear no Youtube. Confira abaixo:

Fonte: Vanessa de Castro | Foto: Divulgação