Herdeira Marta Ortega coleciona desafios ao assumir comando da Inditex

Marta Ortega enfrenta grandes desafios ao iniciar sua trajetória comandando um império. A filha de Amancio Ortega, fundador da Inditex, foi nomeada CEO da multinacional espanhola oficialmente no final de 2021 e passa a exercer a função nesta sexta-feira, dia 1º abril. Já em sua chegada, a executiva tenta manter os índices de vendas da empresa após a saída da Rússia, segundo maior mercado para a Zara em lojas.

A nova CEO é sucessora de Pablo Isla, que deixa o cargo após idealizar e liderar a expansão da multinacional nos últimos 17 anos – a administração chegou a quadruplicar as ações da empresa. Sob o comando de Isla, a Inditex soma mais de 500 lojas na Rússia, todas temporariamente fechadas em resposta ao início da guerra na Ucrânia. As vendas online também estão suspensas.

Contudo, ainda que a Rússia tenha sido fonte de 8,5% do lucro operacional da Inditex, a multinacional afirma que os Estados Unidos se tornaram seu segundo maior mercado no ano passado. O índice é motivado pela expansão online da empresa, já que existem somente 100 lojas da Zara no país norte-americano.

Marta Ortega ainda enfrenta outros desafios ao assumir o posto mais alto na Inditex, atuando em meio a um novo surto de Covid-19 na China como ameaça ao consumo em outro mercado valioso. O crescimento da Shein também preocupa, com a fast fashion se tornando uma concorrente com cada vez mais força no e-commerce, mesmo após a injeção de 1 bilhão de euros por parte da multinacional espanhola nas vendas digitais.

Vale destacar que Marta passou 15 anos trabalhando em diferentes áreas do grupo Inditex, principalmente no reforço da imagem de marca e da proposta de moda da Zara. Durante o período, a nova CEO chegou a apresentar uma coleção com Charlotte Gainsbourg e uma linha premium na marca, a SRPLS.

Fonte: Redação | Foto: Reprodução