Ópera e FIT se unem para criar a Semana Kids São Paulo

Em benefício dos setores de moda infantil, decoração e puericultura, a Feira Ópera e a FIT/016 e Pueri Expo juntaram forças nesse ano, ainda de incertezas, para criar a Semana Kids São Paulo. O evento acontece de 6 a 10 de junho, para apresentar os lançamentos Primavera-Verão 2021/22.

“Queremos mostrar ao mercado que estamos juntos e assim somos mais fortes. Nesse momento tão difícil temos que pensar em prol de nossos clientes, visitantes e todo o nosso mercado”, afirma Jonathan Tadayuki, gerente de projetos das feiras FIT/016 e Pueri Expo.

“São duas feiras extremamente importantes para o mercado que podem sim somar muito, não só com relação aos fornecedores, mas também em conteúdo e facilidades para o cliente”, comenta Fernanda Menezes, diretora comercial da Feira Ópera.

A Ópera será realizada entre os dias 8 e 10 no Centro de Eventos Pro Magno. Já a FIT/016 e Pueri Expo, acontecem de 6 a 9 no Expo Center Norte. Os clientes podem utilizar os serviços de ambas as feiras, como descontos em hotéis e translados também entre os eventos.

É importante salientar que todas as medidas de segurança contra a transmissão da Covid-19 serão seguidas como a higienização constante dos espaços, controle de visitantes, credenciamento online, entre outros.

Mercado Infantil

Um ano após o início da quarentena e, novamente na fase vermelha, é hora de repensar e analisar os aprendizados adquiridos durante esse tempo. Com o país em um novo momento crítico e as lojas fechadas, é preciso se reinventar, principalmente através do digital, com vendas online (WhatsApp, Instagram e site).

“Quando o lockdown aconteceu pela primeira vez, muitas marcas não tinham um canal com seus clientes. Agora já criaram uma relação, estão mais preparadas”, afirma Tatiana Ganme, consultora para o mercado infantil. “A conexão ainda é feita olho no olho, ainda que tenha uma tela no meio, não há outra forma de se conectar. A voz também passa muita credibilidade”, continua.

Segundo a consultora esse segmento é totalmente diferente dos demais. “O mercado infantil tem outras motivações de consumo. Ele não para. […] Bebês continuam nascendo, crianças crescendo e precisando de roupas novas”, analisa.

Denise Niz, responsável pela Pitanga Curadoria, feira voltada ao varejo infantil, ressalta a importância das marcas contarem suas histórias através das redes sociais, além das parcerias e colaborações. “Não trate seu concorrente como inimigo, ele pode acrescentar muito. O futuro é coletivo”, detalhou.

“O ser humano só inova a partir da troca. Aliás, a inovação vem em momentos de crise. Depois da clausura vem o florescimento […] Quem confia no seu produto, não tem medo de perder o seu cliente”, opinou Tatiana Ganme.

Em relação às feiras que aconteceram de modo virtual no último ano, tudo teve que ser modificado rapidamente e esta transformação trouxe ganhos enormes, tanto para as realizadoras dos eventos quanto para as marcas. As feiras continuarão acontecendo presencialmente e também online, no formato híbrido, onde é possível alcançar pessoas do Brasil inteiro.

Fonte: Vanessa de Castro | Foto: Reprodução